quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Perdas.

É estranho que um dia estamos bem e em outro derrepente acamados. O que é pior, em um dia estamos fazendo planos para o amanhã e o amanhã não chega.
Entre uma febre e outra, liguei a tv e estava passando uma reportagem sobre o engarrafamento na Av. Brasil altura de Bonsucesso/Rj; mas o que me chocou foi a causa deste engarrafamento que parecia ser tão banal aos olhos daquela reportagem, que insistia em falar do engarrafamento e os que se atrasariam para o trabalho e seus compromissos, enquanto a imagem do alto de um helicóptero mostrava entre os carros o corpo de um jovem de 21 anos, soldado da aeronáutica, que nunca mais retornaria para sua família, para seus amigos, para seu emprego... Certamente este jovem até aquela manhã de ontem havia feito alguns planos na esperança de realiza-los... Não deu tempo! Ele não estava naquela avenida caído perdendo o seu "tempo", ele havia perdido sua vida!!Meus sentimentos à família.
A vida passa derrepente, e tão derrepente expiramos! Eu sei, mas infelizmente a nossa sociedade tem desfalecido na perda de muitos sonhos, muitos jovens e muito mais que isto: Na capacidade de amar. Falta amor à vida, ao próximo, ao mundo e acima de tudo o amor a Deus Pai. Temos que recuperar cada pétala deste sentimento e encontrar um caminho que nos leve de volta ao amor que nos introduza ao jardim... ao coração de Deus.

Porque Deus é amor... (I João 4:8)

"Todas as misérias verdadeiras são interiores e causadas por nós mesmos. Erradamente, julgamos que elas vêm de fora, mas nós é que as formamos dentro de nós, com a nossa própria substância. " (Anatole France, poeta e romancista francês)"

1 comentários:

Ricardo disse...

Realmente está tudo estranho ultimamente. Mas sem dúvida alguma, além de ser estranho isto é desumano!

Postar um comentário

Você estará edificando vidas com o seu comentário.
Deus seja contigo. Obrigada

 
BlogBlogs.Com.Br